Por que me associei a ABPQ?

Por Sinelma Barcelos

Todo mundo sempre me faz a mesma pergunta quando vou falar da ABPQ. O que é que eu ganho me associando a ABPQ? Quais os benefícios que teremos como associadas? E é evidente, vivemos ainda em um mundo que sempre quer obter “vantagens”. Apesar de todos os discursos, nós (e eu também me incluo muitas vezes) ainda vivemos a lei da troca: dependendo do que eu ganho, eu faço.

Vou responder o que eu senti quando me associei a ABPQ, há alguns anos e gostaria muito de ler outros relatos dos sentimentos de todos vocês.

Eu, Sinelma, me senti pertencendo, me senti ganhando uma identidade. Isso mesmo gente! Se pergunte agora: o que você ganha quando torce para o time que você gosta? Para o mocinho ou a mocinha do filme? O que você sente quando ele ganha? Que coisa é essa que nos move?

Eu também te respondo. Isso é paixão! E esse é o verdadeiro motivo que me faz estar desse lado da linha, me faz lutar, me faz acreditar, me dá confiança. Paixão que aos pouco vai se convertendo em amor. Amor pela arte, especialmente por esta arte de unir os paninhos, de criar novos tecidos juntando pedacinhos de outros tecidos, de trabalhar texturas, cores. Amo fazer patchwork, arte têxtil, geometria têxtil ou seja lá qual for o nome por trás desse fazer. Amo porque acho essa arte é inclusiva. Ela permite que qualquer aprendiz ou iniciante faça uma peça e se sinta orgulhoso do seu trabalho.

Não falo por achar, falo por ver. Vejo isso nos lugares mais distantes por onde passo, nessa minha caminhada, permitida hoje pela camisa que visto como representante da Circulo S/A. Vejo quem não sabe dar um ponto no início da aula e que depois de algumas horas está lá, com olhinhos brilhantes contemplando seu trabalho. Vibrando com seu coração cheio de amor por si mesma e por sua capacidade de construir algo novo.

Amo despertar isso, mais que qualquer coisa nesta vida. Esse é o verdadeiro motivo pelo qual faço parte desta associação. O resto é luta gente, trabalho, dedicação e sobretudo união.

Vamos em frente ABPQ, vamos tentando unir pessoas, sonhos e amores.